segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Dicas para comprar um cello!

Em setembro, comprei um cello novo. Há muitos anos venho amadurecendo essa ideia. Uso o mesmo cello desde a adolescência, presente dos meus pais. Tenho um carinho imenso por ele e jamais pensei em me desfazer, mas a vontade de ter um cello melhor foi aparecendo com o tempo.

Meu primeiro cello!

Com essa experiência, pude comprovar algumas coisas que já imaginava: que tarefa difícil é escolher um instrumento! Tantos aspectos a pensar, principalmente considerando o importante investimento em se tratando de um bom violoncelo. Sem falar do aspecto emocional, pois o instrumento não é apenas um objeto, ele ganha vida em nossas mãos e com ele vivemos momentos inesquecíveis!

Marcello em ação! 

Cada vez mais tenho incentivado os pais e alunos a buscarem bons instrumentos. Muitas coisas seriam mais fáceis se tocássemos em instrumentos que funcionam sem grandes problemas. E isso serve para TODAS AS IDADES. Crianças podem e devem tocar em bons instrumentos desde o início! A diferença de motivação e resultados são incalculáveis quando os alunos tocam em bons instrumentos, que afinam direito, com cordas novas e crinas limpas.

Fritz, o cello novo, em ação na aula... 

Para ajudar nesta difícil tarefa, separei algumas dicas que podem ser úteis. Antes de comprar seu violoncelo, é importante saber que:
  • Nunca compre um instrumento sem antes perguntar ao seu professor! Será que é do tamanho correto para mim (ou para meu filho)? A madeira é de qualidade? Está ajustado? Tudo isso é importante saber antes de comprar um instrumento, portanto pergunte a alguém mais experiente! 
  • Os melhores instrumentos são feitos manualmente e de madeiras selecionadas, como maple e spruce. Isto é crucial para a qualidade do som. Ele precisa ser colado com um tipo de cola especial, para que seja possível o seu descolamento para reparos no futuro. O tampo deve ser envernizado para protegê-lo e agradar aos olhos.
  • Os acessórios, principalmente o espelho e as cravelhas, devem ser de ébano. As cravelhas devem estar bem ajustadas, ou o instrumento estará sempre desafinado. O ângulo do espelho, o aplainamento sob a corda dó e a altura do cavalete devem ser cuidadosamente feitas por um luthier. 
  • Há dois tipos de instrumentos: os feitos artesanalmente por luthiers (e que geralmente não acompanham arcos, já que estes são feitos por um archetier) ou os chamados de fábrica, geralmente fabricados na China. 
  • Para um aluno iniciante, é possível encontrar bons instrumentos de fábrica por um preço um pouco mais acessível. Ao comprar um instrumento de fábrica, é importante notar se ele vem ajustado ou não. Um instrumento bem ajustado, apesar de mais caro, fará toda a diferença ao tocar. Se o seu instrumento não vier ajustado, entre em contato com um bom luthier e faça este ajuste o mais rápido possível. 
  • Estes detalhes são principalmente importantes para os instrumentos de tamanho menor, usados pelas crianças. Muitos desses instrumentos não possuem acessórios de qualidade (cravelhas, espelho, estandarte) e que influenciam diretamente no som e na consequente motivação do aluno. Instrumentos pequenos merecem o mesmo cuidado e devem ser ajustados corretamente por um luthier. 
    ... e na aula em grupo  Halloween! 
  • Decidiu investir um pouco mais e comprar um cello chamado “de autor” (ou seja, feito por um luthier experiente)? Então, não compre sem experimentar! O mesmo vale para um bom arco. Talvez o que sirva para mim, pode não servir para você. Nem sempre o mais caro é o melhor, portanto é crucial experimentar. Com um pouco de experiência, um cellista poderá avaliar seu gosto particular com relação ao instrumento e ao arco. Alguns gostam de cellos mais robustos, de arcos mais pesados, ou mais leves... É algo muito pessoal e deve ser bem pensado, principalmente considerando o alto investimento. Na dúvida, pergunte ao seu professor! 
  • O instrumento chegou pelo correio? A primeira coisa a fazer é verificar a alma do instrumento! Olhe dentro dos “efes” e veja se encontra um cilindro de madeira entre os tampos do instrumento, abaixo do pé esquerdo do cavalete. Se não o ver, não aperte as cordas nem toque no instrumento pois poderá arruiná-lo! Com o transporte, as cordas podem ter se soltado, o cavalete saído do lugar e a alma estar solta dentro do violoncelo. Leve seu instrumento imediatamente para um luthier colocar tudo no lugar. Só então, seu cello estará pronto para tocar. 
  • Outro detalhe importante e que muitos alunos e pais esquecem, seja ao comprar um novo instrumento ou ao trocar a crina do arco, é caprichar no breu antes de tocar! A crina não é naturalmente porosa, portanto uma crina lisa não é sinal de defeito, ela apenas precisa de breu para ser capaz de friccionar a corda. 
  • Ao comprar instrumentos de fábrica, considere investir em um bom jogo de cordas imediatamente. As cordas que acompanham estes instrumentos geralmente são bem ruins e farão com que o aluno logo se frustre com a pouca qualidade do som. 
  • É importante salientar que todos os instrumentos de corda tem o poder de “abrir-se” com o tempo. É notável a diferença entre um instrumento que é tocado com frequência e um que serve apenas como decoração. Toque seu cello novo com vontade e verá como o som dele será cada vez mais bonito! 
  • A relação com o instrumento é algo muito profundo, portanto o momento da compra é algo que deve ser comemorado com alegria pelo aluno e pela família. Um novo instrumento tem o poder de motivar e incentivar a prática e o interesse em aprender. Dificilmente um músico experimente esquecerá do seu primeiro instrumento, aquele que o acompanhou nos primeiros passos musicais. Então, envolva a criança no processo da compra, crie a expectativa do primeiro contato com o instrumento, fale da responsabilidade de ter um cello aos seus cuidados. É um momento mágico e que ficará na memória de seu filho para sempre. 

4 comentários:

  1. Poderia me dizer se esta seria uma escolha boa para começar: http://querouminstrumento.com.br/violoncelo-4-4-prowinds-pw1500-4-4
    Será minha primeira aquisição.
    Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Eu não conheço esta marca e, pelo preço, me parece um instrumento de qualidade muito inferior. Infelizmente um violoncelo não é barato, então não aconselho a gastar pouco pois terá que trocar várias peças depois. Recomendo que as cravelhas sejam de ébano, pois outros materiais tendem a não segurar a afinação. O ideial seria poder ver o instrumento ao vivo, e que alguém possa tocá-lo, pois fica dificil saber como é o instrumento sem tocar. Desculpe se não posso ajudar mais, procure alguma loja que venda instrumentos para poder experimentá-lo, é um investimento muito alto e precisa ser bem avaliado. Boa sorte na sua busca!

      Excluir